sábado, 8 de agosto de 2009

As palavras me fogem, eu finjo brincar contigo, mas para ser sincera... Não passa uma noite em que uma lágrima não rasgue a minha pele, não há um dia em que eu não olhe pra lua e lembre dos seus olhos, não há um dia em que eu olhe para meu colar e lembre que você tem a chave do pingente. E quando você diz que sente minha falta, que queria ter-me novamente... E quando eu tenho mais certeza que a história não acabou... Que o amor não acabou.